É preciso esperançar

Nesta semana, 08 de fevereiro, tivemos a visita dos gestores do polo de Palmas/TO. Durante o encontro foram abordados temas referentes à educação e ensino em todo o Brasil, além de resultados, estratégias e demais atividades desenvolvidas na sede da UniFCV. 

A gestora do polo Vitória Régia Sodré, contou um pouco da sua história e como todos os caminhos a levaram a parceria com a UniFCV. Vitória explica que o primeiro contato com educação aconteceu com 6 anos. Por ser filha de professora, relata que durante a adolescência ajudava e auxiliava a mãe no processo de alfabetização para pessoas de regiões distantes e carentes do seu município.

Apaixonada em aprender, um dos sonhos da gestora era trabalhar com educação, pois de acordo com a mesma, o que edifica o homem é a busca por conhecimento. Hoje, Vitória é formada em 2 graduações, 6 cursos de Pós-Graduação e no momento a mesma realiza um mestrado fora do país. “Poder inspirar minha família, amigos, alunos é excepcional. Levar e dar oportunidade para pessoas terem acesso à educação, é uma meta de vida. Agradeço imensamente a Deus e a UniFCV por acreditarem no meu sonho e o tornar possível”.

A UniFCV agradece a presença da gestora Vitória Régia Sodré e seu marido Vagno Gama por acreditarem na nossa marca e levar o conhecimento, através da educação para diversas pessoas, contribuindo assim para uma sociedade mais justa e qualificada.

“É preciso ter esperança, mas ter esperança do verbo esperançar; porque tem gente que tem esperança do verbo esperar. E esperança do verbo esperar não é esperança, é espera. Esperançar é se levantar, esperançar é ir atrás, esperançar é construir, esperançar é não desistir!

Esperançar é levar adiante, esperançar é juntar-se com outros para fazer de outro modo…”

Paulo Freire