Em reunião realizada pelo Conselho Deliberativo do Centro de Integração Empresa-Escola do Paraná – CIEE/PR na última quinta-feira (03), o professor e reitor da UniFCV – Centro Universitário Cidade Verde, foi aprovado como Membro Titular do quadro Associativo do CIEE/PR.

Além de reitor, o professor José Carlos Barbieri também é Presidente da Federação dos Estabelecimentos Particulares de Ensino da Região Sul – FEPEsul. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em: gestão educacional, gestão de pessoas, organização, liderança, formação de equipes e em empregabilidade, qualidade que será de grande utilidade para o CIEE/PR

“Estou lisonjeado por ser escolhido aqui no interior do Paraná como conselheiro. Eu representarei toda a região noroeste do Estado, logo, muitas coisas que ocorreram em Curitiba acontecerão aqui também a partir de agora. O CIEE está numa fase muito boa, estão inaugurando uma nova sede perto da catedral, e é um trabalho voluntario que a UniFCV vai poder ajudar, aproximando estudantes de um tão sonhado emprego” comenta o novo conselheiro José Carlos Babieri que ainda pontua que a UniFCV já tinha uma parceria com o CIEE “Eles possuem um espaço aqui na instituição para formar jovens aprendizes, creio que já tivemos cerca de dois mil jovens que estudaram para entrar no mercado de trabalho aqui em nosso Campus”. A parceria entre as duas organizações já é de longa data, e a UniFCV oferece esse espaço gratuitamente.

O CIEE

Entidade sem fins lucrativos, o CIEE/PR tem como objetivo promover ações culturais e educacionais junto a jovens paranaenses, por meio de programas de estágio e cursos de capacitação profissional. A empresa também atua na orientação dos estudantes, promovendo debates, discussões e palestras sobre temas relacionados à cidadania.

Desde 2003, o CIEE/PR direciona suas ações para a capacitação e qualificação pessoal e profissional de estudantes do Ensino Médio, pertencentes preferencialmente a famílias de baixa renda. Esta estratégia possibilita a inclusão social de jovens com poucas oportunidades, sendo uma ponte para a construção de um futuro digno por meio da inserção no mercado de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *